domingo, 26 de março de 2017

Pensamento da noite


Venho observando que de uns tempos pra cá surgiu uma nova filosofia de vida na qual as pessoas não sofrem mais.Ninguém mais fica na fossa por causa do ex, logo posta uma foto pra mostrar que a fila anda e que tudo na vida passa. Bad por causa de ficante então, nem pensar. Nesse caso é fazer post motivacional e bola pra frente.Não existe viagem ruim, trabalho chato, escolhas erradas. O segredo da felicidade é ficar bem nas redes sociais, praticar a gratidão, namastê e good vibes.Nada contra ser grato. Realmente acredito que precisamos agradecer, já que todo acontecimento na nossa vida carrega em si sua razão de ser. Mas às vezes me sinto dentro daquele poema de Pessoa que diz que “Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo”.E na minha versão moderna, eu que nem sempre sou santa e nem sempre acordo de bom humor. Que fico de ressaca no final de semana porque misturei cerveja e catuaba, que choro de saudade de ex-namorado e sinto inveja da Kim Kardashian, chego à conclusão de que ando sendo humana demais em tempos que não permitem que sejamos assim.Mas a verdade é que às vezes queremos tanto ter uma vida perfeita que sufocamos a dor, sem considerar que ela existe por um motivo. Quando você quebra uma perna e vai se mover, ela dói pra te mostrar que seu corpo precisa de repouso pra se recuperar. E com nosso coração não é diferente. Negligenciar a dor e tentar parecer bem só servem pra adiar o crescimento que ela poderia trazer.Ficar mal, sentir raiva, saudade, inveja, querer se vingar e depois desistir e, não agir sempre com superioridade, às vezes é necessário. É humano. É aceitável. São coisas ruins a serem vividas antes de superadas e podem trazer um conhecimento incrível sobre nós mesmos.Somos apenas pessoas tentando pagar os próprios boletos e sobreviver em meio à falta de empatia e o aumento da inflação. Levantamos diariamente com a missão de resistir até o final do expediente e existir na medida do possível assim que ele acabar. Andamos pela cidade esbarrando nos outros com tanta frequência que nos esquecemos que cada um carrega consigo um eu quebrado pelos tombos da vida e constantemente em construção. E assim, cobramos dos outros uma maturidade que muitas vezes beira a hipocrisia.Precisamos parar de tentar exibir embalagens intactas quando o conteúdo delas não anda lá tão perfeito assim. Em terras de Instagram quem leva a vida sem filtro é rei, então pra que se contentar em ser um dos príncipes de Pessoa, que não sabem traduzir a vida como nada além de sucesso.Por isso digo que ser humano está permitido. Que chorar borra o rímel, mas lava a alma. Gritar às vezes acalma e viver é pra quem tem alma.

Denise Carvalho

segunda-feira, 20 de março de 2017

Usar os produtos até à última gota!

Quando os cremes estão a acabar eu corto a embalagem com uma tesoura, e ainda aproveito muito do produto, que de outra forma ia ser desperdiçado.